Do que se Trata

Um transplante de coração é uma experiência que podemos chamar de limite, ela é muito rica e muito difícil ao mesmo tempo e quem passa por ela realmente não sai igual.

O período de espera por um doador nos propicia muito tempo para refletirmos sobre muitas coisas e uma conclusão a que cheguei nessa ocasião é que se eu me saísse bem eu nunca iria me permitir raciocinar: “Já que tudo terminou bem o melhor que eu tenho a fazer é esquecer o que se passou e só me dedicar a fazer tudo aquilo que antes eu estava impossibilitado”. Isso seria de um egoísmo imperdoável para quem estava tendo o privilégio de um novo pedaço de vida.

Imbuído de fazer algo por aqueles que vivem  a angústia de uma fila de espera, além de editar o livro decidi me dedicar a palestras motivacionais nas quais ao mostrar-me como uma testemunha viva do sucesso do procedimento de transplante, além de incentivar a doação de órgãos, também estimularia as pessoas à superação dos seus próprios obstáculos, buscando sempre uma melhor qualidade de vida.

Deste propósito nasceu a palestra que leva o nome: “Transplante de Coração – Mitos e Verdades”.

Em meados de 2014 decidi que era hora de tornar estas visitas mais regulares, independentes das solicitações dos médicos e passei a exercer um voluntariado no InCor, em São Paulo, aonde semanalmente, passo uma tarde conversando com os pacientes internados a espera de um transplante.